Carta aberta ao camarada Soares


Caro amigo,
Fazes hoje 80 anos, grande líder e grande pai. Não sei se poderei ir ao teu mega-jantar de aniversário, mas adianto aqui porque é que todos devíamos festejar:
– acabaste com as confusões das ocupações de terras e da reforma agrária;
– puseste fim à treta do controlo operário;
– acabaste com os plenários e comissões de moradores, trabalhadores e outros pensadores;
– acabou com a bagunça revolução.
Enfim, parabéns por teres exterminado o sonho e a acção dos que um dia acreditaram que podiam tomar o poder nas próprias mãos. Que parvoíce a conversa daquela gentinha pensar que podia ser feliz à nossa pala! Isso é que era bom! Foram só precisos três ou quatro contactos com os américas, uns infiltras no PC e tudo isto com uma retórica bonita de socialismo! Bem, foi limpinho. Agora que estás mais perto da cova, perdi a vergonha, e uso este spectrum para te elogiar publicamente,
Um abraço
[Arnaldo Matos]

Advertisements

4 thoughts on “Carta aberta ao camarada Soares

  1. O Arnaldo? A última vez que o vi andava pós-cataléptico numa BD do Júlio Pinto/Nuno Saraiva. Mas Arnaldo pá, quando tu desapareceste já havia Spectrum?

  2. Perguntem-lhe porque razão ainda exige segurança nas casas que tem no Algarve estando elas vazias o ano inteiro e porque não liberta os elementos da P.S.P. nelas destacados para o combate ao crime que muita falta fazem!
    FRANCIS

Os comentários estão fechados.