As faculdades de direito e as direitas


A propósito deste post no uindissiti lembrei-me de ir um bocadinho mais fundo numa coisa que me interessa há uns tempos – o reaccionarismo militante proactivo das faculdades de direito em Portugal. Mais precisamente, da faculdade de direito de lisboa, “coisa” com que mantive uma torturada relação de três anos antes de arribar ao maravilhoso mundo da Av. de Berna. Neste post deixarei de lado coisas como as regras e os conteúdos da avaliação, a organização curricular, as políticas de apoio ao associativismo dentro da faculdade, o recrutamento de alunos e a reprodução de elites (profissionais, regionais, ideológicas etc) que ele proporciona, os discursos que a instituição produz sobre si mesma (a página da internet anuncia-se como “Página Oficial da maior das Faculdades de Direito de Portugal“) para me concentrar no corpo docente.
A lista é facilmente consultável no sítio internet e vem confirmar a existência de autênticos clãs de juristas ligados à instituição quase pelo cordão umbilical. A chefia do clã está na mão do catedrático que trouxe atrás de si ao longo dos anos filhos, sobrinhos e amigos, devidamente ilustrados na douta ciência do mais-velho e fiéis reprodutores da doxa conservadora ou reaccionária e do seu status social.
Alguns exemplos na pirâmide hierárquica: o clã Ascensão com José de Oliveira Ascensão à cabeça, incansável defensor dos direitos dos fetos de Portugal e outras bizarrias da pré-modernidade com sobrinho José Pedro de sande e Lemos Ramos Ascensão.
Luís Manuel Teles de Menezes Leitão, acompanhado dos assistentes Alexandra Ludomila Fernandes Leitão, Maria Adelaide Teles Menezes Correia Leitão, Maria Filomena Ribeiro Carvalho Vieira Menezes Leitão e do duvidoso Jaime Rui Drummond Leitão do Valle. Outra dúvida está com o catedrático António Manuel da Rocha e Menezes Cordeiro.
Os incontornáveis professores Albuquerque, catedráticos fascistas de alto coturno, ainda lá estão: Ruy Manuel Corte-Real de Albuquerque, Martim Eduardo Corte-Real de Albuquerque e, surpresa (!?), lá está também o prof. auxiliar Pedro Corte-Real de Albuquerque. Por falar em fachos, quem se lembra de Pedro Mário Soares Martinez? E quem será Pedro Nuno Tavares Romano e Soares Martinez?
O prof. Pedro Manuel de Melo Paes de Vasconcelos não podia ficar sozinho: lá temos também o assistente Pedro Leitão Pais de Vasconcelos que provavelmente podia entrar na quota dos Leitões.
O despedimento da Géninha Galvão Teles lixou-me o clã Galvão Teles. Ficou só o velho Inocêncio, a incluir na lista dos Teles Menezes (ver acima).
O grande constitucionlista Jorge Manuel Moura Loureiro de Miranda e respectivo rebento, conhecido blogger, João Pedro Oliveira Miranda.
E nunca mais saía daqui se soubesse tudo o que esta lista esconde.Claro que tudo isto tem uma explicação: muito estudo.

Anúncios

21 thoughts on “As faculdades de direito e as direitas

  1. et pourtant, nem sempre e’ assim: ha faculdades de direito (NYU, por exemplo), que usam o acesso privilegiado ‘a lei para defender verdadeiras causas progressivas. Todos os anos assumem a defesa de algo/alguem indefensavel, e apanham muitas vezes na cabeca por causa disso. O ano passado decidiram defender uma advogada (que defendera um ‘terrorista’) acusada de difundir informacao confidencial. Imaginas o sururu.
    E o caso da FDUL e’ interessante pois nem sempre foi assim – ainda alguem se lembra do que representa para a mitologia maoista neste pais?
    Mas parabens pelo post: e’ importante desmascarar a careca dessa corja reaccionaria que ainda frequenta os corredores daquela faculdade…

  2. essa corja… como o meu prezado colega refere são so dos maiores senhores do ensino do direito portugues…. a inveja faz mal aos ossos dos cotovelos, pois de certeza que esse senhor nunca vai chegar aos pes destes senhores que dao a vida a ensinar pessoas ingratas e BURRAS como voces…. o martim de albuquerque e o irmao.. fascistas? loooll isto foi escrito por um comuna.. certo? so sabem falar mal dos outros sem olhar para o seu proprio tecto! estudo? se aplicasse tanta devoçao aos estudos reais nao teria tempo para escrever tais baboseiras! GET A LIFE…!!

  3. Realmente não há como um comuna para descobrir “verdades” e “desmascarar” as “corjas”. É que descontando o facto de muitos dos referidos nada terem em comum é perfeitamente sabido que as famílias só transmitem entre si certas tendências para doenças, e outras coisas do género. O suposto facho Ruy de Albuquerque não era familiar já de um ds maiores jurisconsultos de todos os tempos: Correia Telles. Até porque essas coisas de se transmitir aptidões não acontece a não ser na corja da FDL. As irmãs Willians não são irmãs. É mentira. Como é mentira o parentesco entre os tenistas Safin e Safina. Jacques e Gilles Villeneuve não eram pai e filho. Graham Hill e Damon Hill, campeões do mundo de F1 também não eram pai e filho. Os irmãos Sumacher, pilotos de F1, só num filme. Todas as mães destas pessoas cometeram adultérios ou educaram os filhos de diversas criadas esquerdistas fazendo-os passar como seus porque eram bons e não podiam ser da criada. Os irmãos Alinho, futebolistas dos anos 70, eram todos adoptados e de pais diferentes. O mesmo sucede com o clã Vidigal. Eram tudo impostura. Nunca se tinham visto nem tinham o mesmo nome. Maniche e Jorge Ribeiro também não são irmãos. Como o não eram os jogadores Bastos Lopes I e II, o Jorge Silva e José Luis, nem nenhum dos quatro pertenceu a uma das melhores equipas de sempre do Benfica. Os irmãos Laudrup nunca existiram nem fizeram parte de uma selecção que foi campeã da Europa. Luisão não tem um imão futebolista. Nunca ninguém ouviu falar dos irmãos Kalo, um deles por sinal jogador do Chelsea e outro do PSG. Johan Cruif não teve um filho futebolista. Peter Schmeichel também não tem. Benjamin Becker não é filho de Boris Becker como todos sabem. Novak Djokovic não tem um jovem irmão tenista. Alexandre Dumas Pai e Filho não o eram. Como o não são o Veloso e o Miguel Veloso. A família Strauss era uma corja de impostores. As irmãs Corr não são todas elas cantoras. Os Jackson 5 e os Bee gees foram inventados e nunca existiram. Preciso de continuar ou os limitados já entenderam? É que, ao contrário do que julgam, lançar lama sobre quem se destingue dos mediocres não vos tira da mediocridade.

  4. Santa Ignorância. O senhor (ou será que não é Senhor mas apenas um comuna, social facista, etc., ordinário) que escreve neste blog, revela uma ignorância e falta de cultura jurídicas impressionantes, mas que mesmo assim não o impedem de escrever sobre o que desconhece. Basta ver a sugestão de que, por exemplo, Menezes Cordeiro e Menezes Leitão teriam algum tipo de parentesco.
    Quanto a Ruy Côrte-Real de Albuuerque, facho? Porquê? Por não ser comuna, social fascista ou esquerdista ressabiado? Por ter recebido múltiplas condecorações ao longo da sua vida? Por ter sido, por exemplo, condecorado com a Legião de Honra pelo Presidente da França, uma das princípais democracias do planeta? Por ter sido condecorado pela democracia do Brasil, com a ordem de Rio Grande do Sul? Por ter sido condecorado pelo Presidente Jorge Sampaio (um socialita)? Por conhecer o Papa João Paulo II, a quem entregou a medalha pro iustitia? Por ter feito parte da comissão de honra de vários políticos e governantes sociais democrátas (incluíndo, se não ou em erro, do Presidente Cavaco Silva)? Por ter um título nobiliárquico com o qual nunca se apresentou? Por ser um homem educado e com boa apresentação? Por não ser mação nem dado a esquemas? Por ser Professor da Faculdade de Direito de Liboa, cujo grau de exigência o bloguista parece não ter conseguido superar? Por ser um dos mais ilustres advogados do seu tempo? Enfim, por ter sido um dos mais notáveis homens da sua geração?
    Bloguista: já leu alguma obra das pessoas cuja honra e bom nome ofende no seu blogue? Já que estamos a falar de um Côrte-Real de Albuquerque,que só por ter este nome parece ofendê-lo, já leu a tese de doutoramento de Pedro Cõrte-Real de Albuquerque? Ou será que não tem sequer qulidade para isso? É que se tivesse lido perceberia o rídiculo e apatetice das suas insinuações! Olhe antes para as Faculdades de Direito e as esquerdas. Olhe para a Universidade
    Nova. Para o esquerdista Ferreira de Almeida e sua mulher Helena Brito, ambos professores da FDUN. Para a Ana Prata, professora da nova, para Rui Pinto Duarte, para os demais esquerdistas que por lá polulam e leia as respectivas teses e depois falamos. Claro que tudo o que se passa na Nova tem uma explicação: muito estudo! Como diz o outro tome um compensan que lhe faz bem à azia.

  5. Já agora Jorge Miranda da Direita? Um homem da esquerda próximo do socialismo.É para rir às garagalhadas!

  6. Outros escandolosos casos de esquemas fascistas da FDL:a esquerdista Professora Magalhães Collaço, Filha do Professor Magãlhães Collaço; a Mestre Susana Maltez enteada do não Direitista homem de esquerda Professor Dias Marques; a Ana Oliveira sobrinha do não Direitista homem de esquerda, Professor Paz Ferreira; o saudoso Professor Sousa Franco Ministro do Governo socialista, o Professor Palma Carlos (Primeiro-ministro do pós 25 de Abril), o Presidente da primeira República Afonso Costa, etc., etc…

  7. He, He, He…! Estou a gostar da inveja que alguns frustrados mostram contra um centro de excelência, como hà poucos em Portugal, que é a FDL. E porque é que ainda ninguém se lembrou do “perigoso facista de alto coturno” Professor José Lamego, alto membro do partido socialista, membro de governo socialista, deputado socialista, membro das revoltas estudantis contra o autoritarismo do Estado-novo, prisioneiro político detido e torturado pela PIDE-DGS, e sua consorte a, então, assistente Assunção Esteves. Também aqui foi o descaramento das Direitas, e da FDL em particular, que juntou os dois perigosos pombinhos “fascistas” e os colocou na FDL tornando-os docentes da mesma. O trabalho e mérito dos envolvidos não teve nada a ver com o assunto. Apenas contou o facto de José Lamego ser um “perigoso membro da extrema direita”. Lol.

  8. Exactamente. É sabido que a Faculdade de Direito de Lisboa é e sempre foi controlada pela Direita. Nunca lá houve ninguém de esquerda ou da maçonaria. O que os comunas e demais membros da extrema esquerda têm pena é de não a mandarem já lá, politizando-a à margem da ciência do direito, como fizeram nos anos quentes do PREC, com saneamento liminar de todos quantos não fossem da respectiva cor política, com passagens ou chumbos ou arbitrários (os examinadores, se não obtivessem respostas politicamente com a extrema esquerda, perguntavam a uma audiência em delírio, qual tribunal popular, se o facho em questão passava ou chumbava, sendo a resposta invariavelmente no sentido do chumbo) ou administrativos, com todos os alunos a terem dez (e em que se chegou a assistir ao episódio de um senhor que se inscrevia sempre no primeiro ano para poder frequentar a cantina universitária, sem nunca ter posto os pés nas aulas, foi impedido de se voltar a inscrever nesse ano por ter transitado administrativamente para o segundo). Este é que era o bom modelo progressista que o autor deste blogue, e aqueles que aqui o acompanham, não deixaria de aplaudir se ainda estivesse, como desejaria, em vigor. Vão trabalhar.

  9. Que diálogo interessantíssimo. Ainda bem que me chamaram para aqui e hoje convergiram tantos neste sítio ou blogg esquerdista ou lá o que é isto.
    Pois é a direita é a culpada de tudo. Realmente nunca houve ninguém da esquerda na FDL. Já que falaram do Lamego e da Assunção, porque não também recordar a Professora Fernanda Palma, ilustre membro do tribunal constitucional nomeada pelo partido socialista, e seu ilustre marido, o alto governante socialista, Rui Pereira, antigo assistente da casa. Certamente, na perspectiva do autor das linhas críticas, perigosos fascistas que nunca trabalharam. E o que dizer do socialista Sérvulo Correia? Certamente de acordo com o referido autor das linhas supra, mais um fascista e perigoso direitista, a juntar a outros que por lá andam ou andaram a ensinar…. Não há realmente direito… Tanta gente de direita… e ninguém de esquerda… O Pamplona Côrte-Real e outros jacobinos como ele eram só para disfarçar… como foi para disfarçar o Garcia Pereira que em tempos também por lá andou… A U Nova é que é o modelo, com os professores supra já referidos por um prezado colega anterior, a que juntaria os Professores Hespanha; Lebre de Freitas; e mais de uma dezena de Professores convidados que nunca prestaram provas públicas de doutoramento mas a quem aquela instituição não se inibe de atribuir a categoria de Professores, não fossem quase todos de esquerda com António Vitorino à cabeça.

  10. Certo. Ruy de Albuquerque era facho?! Para os invejosos e cegos de raiva talvez. É que era um homem culto e que se distinguiu acima da medicridade. E isso a esquerda não perdoa. Protestou, nos jornais, contra a libertação de assassinos condenados a pesadas penas de prisão por tribunais democráticos por terem assassinado pessoas, num caso até uma criança recém nascida. Por isso os esquerdistas que veêm com bons olhos esses assassinatos não podiam deixar de o apodar de fascista. Mas sendo honesto e justo como era, esquecem-se os esquerdistas comunas e fascistas (sim o fascismo é de esquerda e nãode direita. não vale a pena reescrever a história. Ela não se altera por mais que os hipócritas revisionistas a queiram alterar) também protestou nos jornais – o único a fazê-lo em portugal – contra a excecução sumária do ditador de extrema esquerda (vulgo comunista) presidente da roménia socialista e sua mulher – mandaretes da ex urss – sem terem tido direito a um julgamento sério. Sendo que in casu não houve nem sério nem de fantochada. Por isso, uma pessoa que defende o direito ao julgamento de um terrível ditador comunista ergo de extrema esquerda – um dos piores ditadores que a europa conheceu provavelmente apenas ultrapassado pelos santos staline, o socialista hitler e os vários comunistas da sérvia e da bósnia que bem elucidam como a esquerda conseguiu produzir os maiores massacres genocidios e tragédias que a humanidade conheceu – e de sua mulher e considera um atentado a sua execução imediata, sem direito a defesa, na rua onde foram encontrados só pode ser fascista. Um perigoso homem de direita, um extremista de direita. Realmente os esquerdistas são uma anedota. O hitler e o mussolini, homens de esquerda e socialistas, rapidamente passam a ser de direita porque não convém que sejam de esquerda. Os homens justos e honestos são perigosos extremistas de direita fascista (como se o fascismo alguma vez tivesse sido de direita. Não convém que seja reconhecido como de esquerda. A realidade incomóda os esquerdistas e hipócritas). Por isso defender a justiça: a manutenção na prisão de assassinos de extrema esquerda condenados em julgamento justo por tribunais competentes de um estado democrático e o direito a julgamento de um ditador de também de extrema esquerda em vez da sua execução sumária faz do honroso e justo ruy de albuquerque um facho. Um cretino preconceituoso e invejoso de sucesso alheio não diria melhor. Há aqui gente que já morreu. Por isso se o autor deste ´blog tivesse a mínima honradez e dignidade já tinha tirado isto da web. Mas pode ser que o miguel galvão telles – coitado se calhar também fascista apesar de ser um conhecido esquerdista – ainda queira ganhar uns dnheiros e acabe por colocar o seu luxuoso escritório – é fácil ser-se de esquerda quando os milhões vão caindo e a miséria nos passa ao lado – para ganhar mais uns tostões processando o responsável do blog por ofensa à dignidade do pai. Quanto aos descendentes de Ruy de Albuquerque esses estarão certamente mais ocupados a continuar a sustentar as inúmeras pessoas que aquele imenso homem sustentava do seu bolso sem dizer nada a ninguém e sem pedir ajuda a ninguém, sem buscarportagonismo, honra ou glória por esses feitos- Sempre fez tudo à custa do seu suor, sacríficio e honradez que agora um velhaco vem tentar abanar. Mas não se abana um nome como o de ruy de albuquerque homem digno e bom a quem muitos devem uma vida digna desse nome.

  11. Há verdade e excessos nestes comentários – de parte a parte. – mas que a FDL é actualmente um antro onde germinamquase somente os interesses pessoais e inconfessáveis dos professores catedráticos e dos seus delfins (porque os outros assistentes são simples ” impedidos”) ég uma realidade indesmentível e lamentável. Deste alheamento dosverdadeiros interesses dumainstituição académica de relevo pelos seus superiores só vem grande prejuízo ao país,aos alunos e ao DIREITO. Sem instituições justas, competentes e dignas não há progresso nem bem estar para um povo. Uma simples cidadã

  12. Baldus Ubaldi, Angelus Ubaldi, Petrus Ubaldi, a família socini, Lauterbach pai e filho, Richard e Eric Posner, entre tantos e tantos outros; tudo fascistas inventados pela Faculdade de Direito de Lisboa sem quaisquer méritos pessoais. Apenas ficaram para a história e apenas se tornaram mundialmente eternos e conhecidos porque alguém na faculdade de Direito de Lisboa, certamente conotado com a direita, determinou que assim fosse.

  13. os irmãos Lobo Antunes: todos médicos e escritores de primeira água e grande êxito! Alguém explica?!

  14. Quanto à tendência política da FDUL, há, efectivamente, uma tendência corporativista. É pena não haver mais. Quanto à qualidade dos docentes, há de tudo. Desde vultos, como os Professores Oliveira Ascensão, Menezes Cordeiro, a exemplos deploráveis como Jaime Valle, Lourenço de Freitas etc. Quanto ao clã, não há como negar

  15. My spouse and I stumbled over here different web address and thought I may as well check things out.
    I like what I see so now i’m following you. Look forward to exploring your web page repeatedly.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s