Destruindo um tigre de papel

“É preciso fazer o que dizia Mao:« Se somos só 10 e o inimigo 100, então teremos de ser 10 contra 1 cem vezes.»” Daúto Faquirá, treinador do Estrela da Amadora, antes do jogo com o Futebol Clube do Porto

3 thoughts on “Destruindo um tigre de papel

  1. Vejo que o maoísmo está em força no futebol português. Já o presidente do Belenenses usou como “slogan não-oficial” da sua campanha o “Ousar lutar, ousar vencer!”. E o Benfica já tem o Yu Dabao.
    Eles andam aí…

  2. não só disse isso como após o jogo lembrou aos jornalistas que quando foi o vietnam também pensavam que já estava ganho, este treinador tem muito que se lhe diga…

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s