Jornais de merda

Hoje, uma tal de Catarina Almeida Pereira meteu esta frase no texto que escreveu sobre a manifestação de ontem da CGTP: “Há 35 anos que Carvalho da Silva não fica desempregado (ver texto ao lado)“. Há-des ir longe miúda, ai há-des há-des.

10 thoughts on “Jornais de merda

  1. é realmente extraordinário. Quando começam a haver despedimentos nas empresas (tipo com há no DN), aparecem logo uns ultras tipo essa gaja…
    Boa foto

  2. Coitadinha.Palavra até estou com pena.Ou será
    dó.Como é que os jornais estão com gentinha desta.É um ver quem fala mais ao jeito do patrão.E,estive eu mesmoao pé daquela figurinha no meio da multidão.Milhares de situações e dramas diferentes,mas todas vitimas de um sistema injusto e desumano.Será que ela percebeu os problemas das pessoas que ali entrevistou?
    Aquela “boca” ali posta isoladamente,mesmo com “chamada ao lado” não tem nada de inocente!
    Se assim não é,tem a possibilidade de mostrar o seu sentido autocrítico…
    Carlos Vale

  3. Normalmente diz “há-des” quem se veste de camisola de alças, calções, calça chinelinho de meter o dedo, o cheira a suor que faz qualquer um cair para o lado.
    Tenham paciência, mas na segunda pessoa não se costuma meter a letra “s”. A forma correcta de escrever e dizer é “Hás-de”
    Nunca mais te esqueças da lição, é que eu não duro sempre…

  4. epá, estão a gozar?
    é que eu estava! o pessoal destroca tudo o que um gajo diz, fogo…

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s