12 thoughts on “Sinais dos tempos

  1. eh, eh, aqui entre nós que ninguém nos ouve já lá dei cabo de dois espelhos retrovisores (em carros diferentes…e teria dado cabo de um terceiro mas era um mercedes e os alemães fazem carros mesmo sólidos, para mal da minha mão).
    Sempre que lá passo e vejo esse triste espectáculo farto-me de escarrar para cima dos vidros dos BMW, porsches etc.

  2. essa merda com os carros parece-me uma obsessão patológica ó saboteur. o que se passa, chumbaste no código ou na condução? ou em ambos?
    e quantas vezes?

  3. Como é que é essa tua técnica, renegade? Bates com a mão aberta ou com o punho? É em andamento, certo? Não te aleijas?

  4. Eu, quando não estou a andar de transportes públicos o que é o mais das vezes, respeito muito a função da bicicleta. Sempre que as vejo paradas nas passadeiras não as deixo entrar. ou bem que são veículos, ou bem que são peões. querem passar na passadeira, desmontam.

  5. isto parece-me mais um desvairo onírico de pequeno-burguês à procura de uma causa popularucha para afirmar a sua revolta, contra a opressão do “veículo versus peão”. até porque numa cidade como lisboa com tantas colinas (7 não é?), o uso da bike é pouco prático.

  6. Obviamente que os carros só ali estão para facilitar a vida aos ciclistas, que assim se podem apoiar nos retrovisores e ganhar um impulso extra para a subida!

  7. Sim, com o punho, em andamento, na vertical, de cima para baixo. O retrovisor escangalha-se todo. Funciona bem em carros de material mais baratucho, tipo renaults, fiats coisas do género. Em material alemão é mais arriscado.
    Ou então também já tentei fazer rasante ao carro e mandar-lhe um pontapé no retrovisor, como num rodeo medieval. Também dá e sempre se poupa a mão.
    Claro que só faço isto em casos de manifesta ilegalidade do estacionamento e sem polícia à vista.

  8. não me parece bem renegade, no fundo lixas os carros baratos e deixas os caros de fora. eu noutras circunstâncias só risco mercedes e audis. és o roto que culpa o miserável pela sua situação

  9. bom, se um agora um gajo com poder de compra para ter um renault mégane ou um honda civic é um “miserável” acho que é preciso começarmos a rever tudo…

  10. renegade, acho melhor discriminares aqui as marcas dos carros que atacas, ou passas de contestatário a arruaceiro.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s