Crescimento e Capitalismo

attacPIB.jpg
O tema do colóquio organizado pela ATTAC – “Há mais vida para além do PIB” – pode ser “agarrado” de diversas maneiras, todas elas interessantes.
Desde logo, numa perspectiva mais técnica: É o PIB um bom indicador de desenvolvimento económico? Ou pelo menos do “Produto” de um país?
Classicamente o PIB é a soma do consumo privado e do Estado, acrescido de investimentos e exportações, deduzido de importações (PIB = C + G + I + Exp –Imp). Logo, se decidíssemos construir mais 10 estádios de futebol para preparar o Mundial de 2018, o PIB iria crescer. Mas se conseguíssemos ter escolas públicas com capacidade para produzir as suas próprias refeições para as crianças que lá estudam, o PIB cairía.

Por outro lado, claro, há a perspectiva da justiça social. A Rússia tem um PIB gigantesco, nomeadamente devido aos crescentes preços do Petróleo e Gás natural, que fazem as delicias de Abramovich e dos adeptos do Chelsea
Depois, claro, há a perspectiva ambientalista. Só mesmo a direita mais tacanha, que argumenta com o “estes ambientalistas querem congelar a economia”, e alguns velhos comunistas que dizem “preocupações ambientalistas são para a burguesia, o que interessa é o emprego”, é que fecham os olhos ao que é hoje cada vez mais evidente: vivemos numa época de catástrofes ambientais, extinção de espécies, esgotamento de combustíveis, rareamento de água potável, patologias causadas por factores ambientais…

Gostava, no entanto, que o colóquio da ATTAC abrisse um debate sobre se é realmente importante ter como objectivo o “crescimento”.
O crescimento contínuo da produção, dos mercados, do lucro, são a pedra de toque do capitalismo. Para crescer de forma permanente há que buscar constantemente aumentos de produtividade, ser ultra-competitivo, “responder cada vez melhor às necessidades que o consumidor nem sabe que tem”, como dizia um Director de Marketing de uma empresa onde trabalhei, saber vender e saber vender-se…
Para além disso, o aumento da competitividade está quase sempre relacionado com maior precariedade, desemprego, salários baixos e pressão psicológica (que como sabemos, pode mesmo, nos casos mais graves e dramáticos, provocar falta de desejo sexual)
Creio, no entanto, como disse alguém, que não só é necessário dividir melhor o bolo como sobretudo mudar a receita. Questionar a sociedade de consumo, pensar se a qualidade de vida está directamente ligada ao rendimento, se não há objectivos mais importantes para a nossa sociedade atingir do que aumentar a produção de riqueza.
A estagnação ou mesmo o decrescimento do PIB em Portugal, neste momento, por exemplo, equivaleria a uma estagnação do progresso? Atente-se novamente na equação do PIB a cima e pense-se se não há margem para baixar certos consumos, certos gastos do Estado, certos investimentos, certas exportações e viver ainda melhor, com mais tempo, com menos poluição, mais saúde e mais igualdade e justiça social…

4 thoughts on “Crescimento e Capitalismo

  1. dois pontos apenas:
    “Mas se conseguíssemos ter escolas públicas com capacidade para produzir as suas próprias refeições para as crianças que lá estudam, o PIB cairía.”
    errado, aumentava G e baixava C
    “A estagnação ou mesmo o decrescimento do PIB em Portugal, neste momento, por exemplo, equivaleria a uma estagnação do progresso?”
    O PIB ja’ estagnou nos ultimos 10 anos. A taxa de crescimento real per capita dos ultimos 10 anos deve andar muito proxima de zero.
    quanto ao resto, concordamos

  2. Mas aumentaria o G na mesma medida em que baixava o C? As contas do PIB têm muito que se lhe diga, mesmo ao nível puramente técnico…
    Agora se formos comparar as comidinhas, qual teria maior variadade, qualidade, sabor… Qual seria mais saudável, que impactos (por ventura negativos ou positivos) objectivos e subjectivos teria a confecção da comida na própria escola, a compra dos alimentos, etc, etc, então ainda complicamos mais o problema.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s