Com juízes destes quem precisa de criminosos

Domingos Névoa tentou pagar 200 mil euros a José Sá Fernandes para ele desistir do processo contra a Câmara e a Bragaparques por terem trocado o Parque Mayer pelos terrenos da feira popular. O caso foi denunciado à polícia, que meteu uns microfones como aqueles que vemos nas séries americanas e apanhou o empresário a dizer coisas do género «Se quiser receber em cheque pago hoje, se for em dinheiro pode demorar um pouco mais tempo (…) Nisto não sou virgem, esteja à vontade»
Foi condenado por corrupção. 5 mil euros.
Ricardo Sá Fernandes apelidou Domingos Névoa de “corrupto” e “vigarista”, foi condenado a indemniza-lo em 10 mil euros o empresário por “danos morais”.

8 thoughts on “Com juízes destes quem precisa de criminosos

  1. Só por ser apanhado o homem ganhou logo 5 mil euros! Isto é que é empreendedorismo! Comenda do Cavaco, já!

  2. Não sei porquê mas esta decisão faz-me logo lembrar “A cidade e as Serras” e os almoços diários do Padre em casa do “Senhor” importante lá da terra. Não sei porquê mas faz-me logo lembrar. Estou a imaginar este juiz numas partidas de “poker” entre uns copos de vinho verde em casa do nosso amigo Nódoa aos domingos…

  3. vcz não percebem nada da lei. Isto tem tudo a ver com aquela conversa: “atire a primeira pedra quem nunca pecou”. Assim como é injusto chamar de fodilhão a quem fodeu uma vez, também o é ser-se chamado de ladrão a quem roubou uma vez, ou atleta a quem correu uma vez. Já por sua vez, por exemplo, dizer que a malta do Spectrum são todos uma cambada de filhos da puta, não o é, devido à repetição de tais actos por parte de vossas mães. entenderam?
    Isso dos “nacionalistas” escreverem em inglês e alemão ou flamengo ou sei lá, não é coisa de abichanado? Desagrada-me este tipo de poneleirices aqui no spectrum.

  4. Esta merda está de tal maneira, que a ideia de mandar os juizes todos para a pildra (sem vencimento) e substitui-los por uma velhota a ganhar o ordenado minimo e cujo trabalho seria atirar uma moeda ao ar para decidir a culpa ou inocencia, é menos assustadora do que a justiça que temos.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s