Só naquela…

Bastou ver as primeiras duas páginas no search do google… mais também já era trabalho desnecessário. E por aqui me fico nesta matéria com a paciência a bater nos limites.
http://lisboa.bloco.org/index.php?option=com_content&task=view&id=1191&Itemid=1
http://twitter.com/bloco/status/22734582380
http://setubal.bloco.org/index.php?option=com_content&task=view&id=1386&Itemid=1
http://blocoesquerdaseixal.org/caminhando/2010/09/apresentacao-e-conferencia-de-imprensa-vamos/
http://blocodemarvila.blogspot.com/
http://www.esquerda.net/artigo/iniciativa-vamos-%C3%A0-luta
http://blocodeesquerdaindependente.blogspot.com/2010/09/iniciativa-vamos-luta.html#comments
61606_157461647613956_152910168069104_455388_879524_n.jpg
Olha lá para aquilo pá! Gente das mais diversas proveniências na primeira iniciativa do Vamos!

22 thoughts on “Só naquela…

  1. Já agora, falta meter os nomes e as respectivas moradas. Vá Paradise, chega-te à frente e completa o servicinho…

  2. :) hehe… isto é melhor do que o blog da frente nacional. Metem aqui a carantonha do pessoal que se organiza à esquerda. Será que o Paradise agora faz uma perninha na FN? Ou estará só a piscar o olho ao PS? Ou ao PSD? Ou será ao CDS?
    A questão fica no ar!

  3. Calma rapaziada ou raparigada,
    esta foto está disponível no facebook do Vamos, é publica, não fui lá tirar fotos para mostrar ninguém, foram voçês que fizeram questão de se mostar!!
    Já agora, os sites do be tb são publicos.
    Se querem andar de cara tapa usem passa montanhas, não se auto-fotografem!!
    Fica ainda a atenção que eu é que era o rapaz dos ataques e, ao contrário de mim, já chegaram à acusação de fascistas…
    Vamos jotinhas do BE, só mais um esforço (eu que sabem fazer melhor)!

  4. Na pesquisa que fiz da net apareceram pelo menos 45463456345643563456456345 fotografias. Pelos visto houve aqui trabalho do Paradise na escolha. É assim que funciona um bom sistema de informação. Apoiado “Paradise SI Cafe”

  5. Caro Paradise Cafe, já se percebeu que domina bem a lista de pessoas e caras de várias iniciativas públicas, já agora, abertas. Deixe-me só informá-lo (porque infelizmente já demonstrou não estar) que: Ulisses Garrido – Membro da Comissão Executiva da CGTP, António Avelãs – Presidente do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL) José Rodrigues, António Serzedelo – Dirigente da Associação Opus Gay, Eduardo Pinto Pereira – Activista Social, Viriato Jordão – Presidente de Associação de Pais ex-Sindicalista e Reformado, Carla Bolito – Actriz e membro da Plataforma dos Intermitentes do Espectáculo e Audiovisual, João Pacheco – Jornalista e Membro dos Precários Inflexíveis e Silva Alves – Membro da Associação Abril, NENHUM DELES É PROPRIAMENTE DESTACADO MILITANTE DO BLOCO DE ESQUERDA.
    Infelizmente para si, são a maioria dos subscritores do manifesto Vamos à luta!
    Mais infelizmente ainda para si (o que mesmo para si, já deve ser muita areia), estas pessoas, na sua maioria, não encaixam no perfil que indicou. São muitos indivíduos já acima dos 50 anos e que portanto não encaixam no perfil de jotinhas BE.
    Antes de falar, informe-se pf.
    Cumprimentos

  6. E ao fim de mais 100 comentários alguém usa um argumento. bravo!
    Sobre a ligação que essas pessoas têm ao bloco, fica com cada um eles, sendo que adivinho alguma proximidade. É claro que a parvoíce táctica não pode ir ao ponto de pôr o triunvirato (portas, louçã e fazenda) num movimento unitário, a receita é outra, com mais condimentos, mas mais subtil…
    1. numa reunião do partido, seja num órgão específico, seja apenas uma conversa entre “militantes interessados”, decide-se a “que era bom” que houvesse um movimento deste tipo: que responda à crise, que atraia os jovens e os intelectuais, que fuja um pouco aos moldes da cgtp que possa, assim, canalisar descontentamento.
    2. pensa-se em nomes de pessoal mais ou menos próximo (os menos próximos convém que sejam mais inocentes) que dêem nas vistas.
    3. depois o partido (os funcios e algum ou outro candidato a tal) organiza a coisa, trata de divulgar, colando cartazes, espalhando na net, etc…
    4. por fim mistura-se tudo, dá-se um apoio técnico e já está! Nem precisa de ir ao forno!

  7. Paradise Cafe,
    Desconfio que és um caso perdido, e acredita que sabendo identificar os inimigos, tenho pena, porque não te considero como tal (coisa que não podes afirmar sobre muita gente).
    Mas deixo-te uma sugestão: faz as tuas insinuações sobre a tal encenação às pessoas que subscrevem o manifesto do “Vamos à Luta!”
    Em todo o caso eu entendo a tua tática, porque também sei que o insulto é gratuito e nada te custa, principalmente porque não tens qualquer responsabilidade em nada nem pretendes ter. Como já disse, és um outsider por convicção e comodidade.
    Acho que a política e intervenção se fazem olhos nos olhos. Isto que aqui está é insulto, e a esses dou as costas.
    Fica bem. Bons posts (já que não te posso deixar um “boas lutas”, claramente não as tens)

  8. é a velha escola: quando o PC e o Francisco Martins Rodrigues se chatearam, o avante fez algo parecido com isto…

  9. Tem piada a quantidade de gente que foi directa do Lg. de S. Domingos para o jantar na Mouraria… Se calhar também iam ao serviço do BE, para se apoderarem de mais esse movimento social.
    Fora isso, remeto para os comentários acima do Anónimo e do André.

  10. Não tenho tido tempo para participar neste debate e muito menos tempo para ler os cento e tal comentários do outro post.
    Acho que Paradise, para variar, exagera no tom e nas críticas.
    Parece-me óbvio que o Vamos! é dinamizado pelo Bloco de Esquerda, tal como o PCP sempre dinamizou movimentos e lutas. Não vejo nenhum problema nisso. Pelo contrário. Houvesse mais Partidos, associações, grupos de amigos, colectividades e cooperativas a dinamizar lutas e não estaríamos no lodaçal em que nos encontramos.
    A dificuldade está em conseguir alargar e sair para fora das fronteiras e do campo de acção do Partido. Os camaradas do Bloco tentam-no fazer, como um anónimo explica lá em cima: Ulisses Garido, Viriato Jordão, Serzedelo, Avelãs, são nomes que conheço bem, que não são do Bloco, que têm anos e anos de luta no currriculum para que os possamos menorizar ao ponto de pensar que estão a ser instrumentalizados pelo BE.
    É claro que não é difícil imaginar que alguns camaradas, alguns deles com grandes responsabilidades directivas, tenham alguma ou mesmo bastante dificuldade nessa questão do alargamento… e é por aí que o Paradise agarra e tem alguma razão.
    Mesmo nas questões formais é necessário ter algum cuidado. De quem é que vocês receberam mails sobre o Vamos? Quando clicaram no site de quem eram os depoimentos do vídeo? No facebook quem é que se destaca?
    …Mas, em todas as outras, é preciso ter uma sensibilidade muito especial para o trabalho unitário que infelizmente é rara nos meandros da esquerda (BE, PCP mas também noutros pequenos grupos que por aí andam).
    Para fazer trabalho unitário e de alargamento a sério é necessário estar desde logo numa perspectiva de quem precisa de alargar para enriquecer o movimento e não para chegar a mais pessoas. É preciso ouvir mais do que pregar. É preciso audácia, confiança e desprendimento em relação à responsabilização de pessoas fora da orbita do Partido. É preciso fazer um esforço pro-activo para não esmagar a iniciativa e o pensamento daqueles que vêm de fora da lógica do Partido, das suas discussões sistematizadas, conclusões, definidas, etc…. E este esforço pro-activo pode chegar mesmo ao extremo de procurar que em determinada reunião unitária não estejam uma maioria de militantes, ou mesmo ter a orientação para não se debater os assuntos sem ser em conjunto com as outras pessoas, procurando não cristalizar opiniões fora do movimento unitário.
    Isto não é nada fácil de conseguir…
    Antes de acabar, já que critiquei o post do meu companheiro de blog, e no seguimento deste raciocínio sobre o sectarismo, as reacções do costume de que o Paradise está é a piscar o olho ao PS, que vêem na senda de outros insultos, insinuações e até mesmo ameaças neste blog (uma parte delas dirigidas a mim, que até sou militante do Bloco) são totalmente inadmissíveis e demonstram bem o estado da arte neste momento.

  11. os rapazes do bloco gostam muito dessa pinta betinho relaxado com uns toques minimos afrancesados. sempre tons mornos e um vestir confortável que tanto passa na manif como no lux. Já as moças do bloco oscilam entre um sofisticado étnico e algo de académica sexy, assim entre a catarina portas e charlotte gainsburg. Uma sem saboria portanto.

  12. ó “belarmino”, os teus companheiros de blog pensam que é artificial haver pessoas (várias) a pertencer a partidos a querer alargar e influenciar a mobilização social. tu dizes que o oposto até pode ser desejável: que as pessoas que têm determinada preocupação e que querem ter uma intervenção sejam “obrigadas” pelo partido a não ir ou a não dizer exactamente o que pensam.
    bolas, a vida é só uma! todas as pessoas têm que disputar ao máximo a transformação social, sob o risco de essa transformação ser tão natural que acabamos com uma cambada de paulinhos portas ou mários machados da buraca a foderem-nos os dentes.
    é a tal coisa… não perder tempo com coisas de merda porque o tempo não tem nenhuma função “congelar”. e, muito bem que é preciso discutir coisas, estratégias, objectivos e tal, mas com hostilidade é estúpido, Paradise Duarte.
    e bom, vou-me azer à vida que já perdi os meus 5 minutos de pausa diária a espreitar isto.

  13. ó “belarmino”, os teus companheiros de blog pensam que é artificial haver pessoas (várias) a pertencer a partidos a querer alargar e influenciar a mobilização social. tu dizes que o oposto até pode ser desejável: que as pessoas que têm determinada preocupação e que querem ter uma intervenção sejam “obrigadas” pelo partido a não ir ou a não dizer exactamente o que pensam.
    bolas, a vida é só uma! todas as pessoas têm que disputar ao máximo a transformação social, sob o risco de essa transformação ser tão natural que acabamos com uma cambada de paulinhos portas ou mários machados da buraca a partirem-nos os dentes.
    é a tal coisa… não perder tempo com coisas de merda porque o tempo não tem nenhuma função “congelar”. e, muito bem que é preciso discutir coisas, estratégias, objectivos e tal, mas com hostilidade é estúpido, Paradise Duarte.
    e bom, vou-me azer à vida que já perdi os meus 5 minutos de pausa diária a espreitar isto.

  14. ó “belarmino”, os teus companheiros de blog pensam que é artificial haver pessoas (várias) a pertencer a partidos a querer alargar e influenciar a mobilização social. tu dizes que o oposto até pode ser desejável: que as pessoas que têm determinada preocupação e que querem ter uma intervenção sejam “obrigadas” pelo partido a não ir ou a não dizer exactamente o que pensam.
    bolas, a vida é só uma! todas as pessoas têm que disputar ao máximo a transformação social, sob o risco de essa transformação ser tão natural que acabamos com uma cambada de paulinhos portas ou mários machados da buraca a partirem-nos os dentes.
    é a tal coisa… não perder tempo com coisas de merda porque o tempo não tem nenhuma função “congelar”. e, muito bem que é preciso discutir coisas, estratégias, objectivos e tal, mas com hostilidade é estúpido, Paradise Duarte.
    e bom, vou bazar à vida que já perdi os meus 5 minutos de pausa diária a espreitar isto.

  15. Caro Anónimo-escondido-de-rabo-de-fora-que-só-perde-cinco-minutos-com-isto-mas-que-deixa-três-comentários-iguais,
    Primeiro, congratulo-me com as tuas artes divinatórias sobre identidade do meu nick mantendo-te anónimo, congratulo-me mesmo porque vejo que compreendes que nem sempre ocultar a identidade, como fazes, é uma questão de cobardia ou canalhice. Ou serás um cobarde ou um canalha ou até uma agente do sis ou um fascista? epítetos que os teus coleguinhas usaram para me classificar.
    Vendo que neste ponto estamos de acordo, avancemos:
    “a vida é só uma”, é preciso discutir “e tal”, mas qb, prá frente é que é caminho! Sim senhora, tem sido este o nível médio da capacidade de argumentação. Sabem que já não ouvia estes obreirismos desde há uns dez anos no PCP e sabem sobre quem eles diziam isto??? Sobre vocês!
    Então vamos fazer um exercício giro: vocês pegam na papelada do psr lá de casa e tentam também lembrar-se ao máximo do que diziam, da forma como se portavam nas manifs, nos apelos incessantes à greve geral, nas denuncias de controlo do pcp sobre os movimentos sociais e talvez ganhem um pouco mais de empatia por quem se preocupa com o “congelamento” do movimento social por seitas partidárias.
    Usar o argumento do “é preciso fazer” para combater as críticas foi talvez o tipo de argumento que vocês mais levaram em cima e vos ajudou a crescer politicamente, mas pelos vistos veio o parlamento e ups!, fugiu! Como disse, o Cunhal passou de inimigo a mestre.
    Por fim, e mesmo por fim, pelo menos alguma coisa de interessante se ganhou neste debate: toda a gente ficou a saber que o Vamos foi orquestrado e pensado inicialmente pelo BE, coisa que nunca aqui contrariaram mas que vergonhosamente não está em nenhum do vosso material (pelo menos um apoiantezito (em vez de activista social – se fosse o pcp aposto que escolhiam operário :) – punham activista do be, ou assim, pelo menos umzinho, hein??)
    Por fim dois: andam muito ofendidos os meninos e meninas bem vejo, recordo então certas reuniões, certos nomes que me chamaram aqui, o que escondem a quem pedem que subscreva os vossos diversos manifestos unitários onde nunca dizem que são do be, as coisas que o rick falou… se calhar assim no ofendidómetro ainda ficam à minha frente e vão à liga dos campeões, han? Campeões!

  16. É evidente que quando falo no último parágrafo de ofensas, respondo ao Anónimo-escondido-de-rabo-de-fora-que-só-perde-cinco-minutos-com-isto-mas-que-deixa-três-comentários-iguais na sua acusação de hostilidade estúpida (ui que hostilidade!) a um tal de Paradise Duarte, que como é meu meio-homónimo tomei as honras de defender.
    Beijinhos e boa noite,

  17. os preferem da esquerda para a direita? (e não tem nenhuma conotação ideológica) e incrivelmente são maioritariamente da Associação Politica Socialista Revolucionária… coincidências!?

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s