Mundial Futebol 2018


Não acompanho nada do futebol, mas tenho seguido o que se está a passar com as candidaturas ao mundial de 2018.
Em primeiro lugar, do ponto de vista económico, o fenómeno interessa-me. Os benefícios directos e indirectos. O aproveitamento dos custos afundados no Euro 2004… Parece-me claramente que todos aqueles que se opõem à realização do mundial por razões financeiras não têm razão absolutamente nenhuma, sendo a sua intuição deturpada pelo clima de austeridade que nos entra todos os dias pela cabeça a dentro.
Em segundo lugar, agrada-me a ideia de candidatura ibérica.
Hoje no fórum TSF a esmagadora maioria das pessoas ligava com mix-feelings: Por um lado queriam o mundial de futebol em Portugal, por outro lado sentiam-se ultrajadas por ter de concorrer com os espanhóis. “De Espanha, nem bom vento nem bom casamento”, disse um “técnico-comercial que nos liga da Póvoa do Lanhoso”.
Ora, precisamente para combater estes sentimentos patrioteiros, uma organização conjunta podia ser útil. Uma pequena ajuda para combater – nem que seja subconscientemente – nacionalismos bacocos que nunca trouxeram, ao longo de toda a história, nada de bom ao pessoal.

Anúncios

9 thoughts on “Mundial Futebol 2018

  1. Não estou lá muito convencido de que esta seja a melhor forma de combater o patriotismo indígena…
    Até porque o sucesso/insucesso destas coisas é sempre considerado em termos da capacidade/incapacidade nacional de organizar grandes eventos.
    E não é certo que não fossem necessários mais custos para pôr os estádios à altura das exigências da FIFA e etc…

  2. O ponto é que os custos seriam anulados pelos benefícios vários, num país em que uns 5% do PIB vem do turismo. E o essencial da infra-estrutura está construída ou vai ser construída, haja ou não Mundial, como foi dito.
    Mas enfim, há que conceder que os petrodólares da Rússia e do Quatar (!) falem mais alto.

  3. Mais estranho do que a vitória russa para o mundial de 2018, é o campeonato de 2022 vir a ser realizado no Qatar.
    Quantos estádios serão construidos? Quem vai jogar neles? Só o desperdício de água associado ao tratamento de relvados no meio do deserto torna já absolutamente imoral a escolha da FIFA.
    Cambada de corruptos!

  4. Anónimo, admito que a relva seja substítuida por algum material sintético como os que já se usam por aí.
    Entretanto sou forçado a concordar com o Paulo, mas ao contrário: se esta hipótese de negócio foi tratada pelos organizadores portugueses e espanhóis com o mesmo critério que o vídeo promocional da candidatura, então está-se perante um amadorismo esmagador desta candidatura. Pura incompetência. Foi o Luís Rainha que me chamou a atenção no VdF.

  5. Este e um pequeno poema que fiz , e quero caitarpmlhor com voces, em agradecimento pela educae7e3o da minha filha Leticia (prof. Roberta , monfor) Nossas Criane7as O que temos de mais precioso na vida, se3o nossos filhos, sobrinhos, primos Todas as criane7as do mundo Por eles movemos montanhas Nos tornamos super herf3is Palhae7os Artistas Me9dicos Ditadores A cada dia somos um personagem na cabecinha deles A cada dia, cabe a nos transformar esse sonho em realidade Fazer com que sua infe2ncia seja cada dia, o dia feliz da suas vidas Devemos dar amor, carinho Solidariedade Educae7e3o Devemos dar a me3o para que em cada tombo Eles vejam que estamos aqui para lhes ensinar a se levantar Devemos ensinar-lhes a viver Este e o nosso dever Ensinar a amar e a viver Por Jefferson Freitas

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s