Para o Paulo

O momento mais querido da sua Quarta-Feira.

Anúncios

7 thoughts on “Para o Paulo

  1. “Se há uma imagem emblemática do terrível preço que as políticas erradas podem ter no bem-estar das populações, essa imagem é a da península da Coreia à noite. Como podemos ver na imagem de satélite abaixo (deixo imagem no comentário seguinte), não deixa de ser chocante constatar as dramáticas diferenças de desenvolvimento entre dois países que partiram exactamente do mesmo ponto inicial há apenas 6 décadas atrás. As duas Coreias eram muito pobres quando se separaram, mas uma prosperou enquanto a outra optou pela falácia de um regime ditatorial, que faz da opressão e da propaganda o seu modo de vida.
    Actualmente, a Coreia do Sul é um dos países mais ricos do mundo e está povoada por cidades prósperas e modernas. A Coreia do Norte permanece nas trevas do desenvolvimento. O preço que os povos pagam pelas irresponsabilidades e pelas políticas erradas dos seus governantes é, sem dúvida, muito, mas mesmo muito elevado.”

  2. h t t p s : //lh5.googleusercontent.com/-LKwEcfiB35Y/TWs02eNs0hI/AAAAAAAAB40/wvYT3m4VjBM/s1600/coreia.jpg
    (é necessário juntar as letras iniciais do link)

  3. Podem ver as estrelas na infinita abóboda pequena e assim ficarem com a consciência de quão pequenos e insignificantes somos, pouco mais do que poeira cósmica prestes a desaparecer.
    O universo está em contracção e, bem assim, a tua inteligência com ele.

  4. OK mas diga lá se não é uma cena querida a cachopa tão jovem que sabe tocar a internacional. Se fosse no mundo ocidental já tava a ser explorada pelo Bravo Bravissimo.

  5. A diferença é que no mundo ocidental pode escolher entre ser “explorada” ou não. Na Coreia, se os pais se recusassem, ficavam com a vida estragada. Mas vocês preferem criticar o mundo ocidental… é incrível…

  6. E que classe de pais recusaria por assim os talentos queridos ao serviço do povo? As crianças devem aportar à sociedade a sua parte, já que não podem trabalhar devem apoiar a coesão social com a sua queridez.
    De resto pergunta ao Pequeno Saúl se ele teve escolha quando os pais fizeram dele uma pequena estrela e fugiram com o dinheiro. Basta Paulo, tens o sangue do Pequeno Saúl nas mãos!

  7. Podem não ter telemóveis e magalhães, mas ao menos têm um piano decente. Sou professor num Conservatório de Música de uma capital de distrito e não existe na minha escola NENHUM piano com aquela qualidade. Para além disso, o tecto está a cair, e os buracos das paredes estão remendados com cimento à vista, bastante contrastante com a pintura dos anos 50. Mas não há problema: não se nota, devido à sujidade acumulada por falta de funcionários de limpeza. Trabalhar numa escola com as condições daquela que aparece neste vídeo era, para mim, um sonho.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s