O destino dos amarelos


No dia em que a UGT aprova, em sede de concertação social, a redução do montante da indemnização por despedimento sem justa causa (de 30 para 20 dias por cada ano de trabalho) e um novo sistema de repartição dos seus custos (em que parte é descontado do salário do trabalhador), a sua ex-líder e actual ministra do trabalho Helena André demonstra, materialmente, as repercussões de tais medidas.
Retirado daqui.

Anúncios

5 thoughts on “O destino dos amarelos

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s