Ainda Setúbal


(Agora que há imagens em vídeo não faltará quem diga que os anarquistas são uns privilegiados e que levaram a máquina de vídeo dos papás, não é Paulo?)
*Adenda: foi corrigido um erro ortográfico, obrigado ao anónimo.

Anúncios

19 thoughts on “Ainda Setúbal

  1. Afinal está tudo justificado. Alguém começou a gritar “ninguém gosta de vocês” para a polícia. O que é que queriam?

  2. Pá, sou só eu ou isto parece-me o maior atentado a liberdade que já vi em Portugal?Será que não vai haver consequencias?

  3. Que lufada de ar fresco este vídeo. Coragem companheiros. É uma boa resposta.

  4. Agradeçam à polícia, porque se não tivesse carregado sobre vós não teriam assunto ou acontecimento nenhum para vos unir. A maldade da bófia é um facto, mas é também mito que vos tem dado consistência ao discurso. Por isso, qual a estranheza que as palavras correspondam ao sucedido?

  5. A verdadeira luta pela liberdade, muito bem, muito bem mesmo! Não sou anarquista, mas vejo nestas imagens a luta pela minha liberdade.Força.

  6. Agora há mas é o Facebook a eliminar a PAGAN do seu mapa virtual. Alguém deve tê-los achado demasiado incómodos, agora que têm um vídeo que vale mais do que as 1000 palavras que já tinham escrito a descrever a situação.

  7. Importava fazer um video sem os textos pelo meio, ao minuto 12.40 por exemplo impede de ver que aquela pessoa leva uns 5 balazios disparados a menos de um metro. Algo que vai totalmente contra as regras da policia e sobretudo do bom senso.

  8. o pá! o paulo é o saboteur a brincar nas suas horas de ócio. já toda a gente percebeu isso.

  9. Também acho que sim, depois dos tiros com assassinatos no Porto, no 1.º Maio de 1982, isto é o acto mais grave da bófia em Portugal, neste contexto de activismo político. Uma coisa depressivamente interessante é o silêncio de todos à volta disto.
    Por um lado, não compreendo como é que quem leva nas trombas desta maneira pretende fazer activismo político com alguma consequência sem se defender publicamente (isto é, no espaço público social e mediático) deste tipo de estratégia da polícia.
    Por outro, é inacreditável que os partidos, movimentos organizados e ONG de direitos humanos não tenham nada a dizer sobre o facto de uma multidão pacífica de 100 pessoas ser corrida a tiros e bastonada de um local público num 1.º Maio.
    Dá ideia que, olhe-se para onde se olhe, é só farsantes.

  10. Apresentem um vídeo que mostre o início dos confrontos e que não esteja cortado/adulterado/mutilado aos 10:43 11:00 11:05 11:09 11:18 11:32 12:04 12:09 12:16 12:41 12:57 que brincadeirola de crianças (“ninguém gosta de vocês”, “ninguém gosta de vocês”, patético) ainda por cima deram-vos o que vocês queriam, caso contrário ninguém vos ouviria, já enviaram carta a agradecer? se eu me despir aqui no meu bairro aos gritos e com o autorrádio no máximo acontece-me exactamente a mesma coisa, não sejam patéticos. (já agora, os papás não precisam das máquinas de videos para fundamentar as assessorias ao governo?)

  11. Paulo, para o ano aparece em Setúbal e faz tu a reportagem se fizeres o favor.
    No entretanto vai para o caralho.

  12. O povo unido não precisa deste folclore inconsequente e absurdo. Não precisa da divisão e da confrontação de palavras de ordem que revelam bem que jogo fazem e do lado de quem estão.
    O povo unido não precisa que as reivindicações e a luta de quem trabalha sejam ignoradas e silenciadas porque alguém decide fazer simulacros de acção directa.
    Como gosto destes arraiais para o ano podiam escolher o relvado do Bonfim, sempre poderia estar na bancada a assistir.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s