Londres: pilhagens, revolução ou o que foi então?

19 londres 2.jpg
Conversa com Alexandre Abreu (ladrões de bicicletas), Luhuna de Carvalho (Spectrum) e Renato Teixeira (5dias)e Tomás Vasques (hoje há conquilhas, amanhã não sabemos). Moderação de Miguel Cardoso (Unipop). Quinta-feira, dia 19, 22h, no Bartô, o bar do Chapitô. Organização: Zona Franca
Londres rebentou e, em pouco tempo, o vírus alastrou e pegou. Na blogosfera portuguesa o debate à esquerda ficou amplamente marcado, por um lado, pelos que apontaram o fenómeno pela sua inconsistência revolucionária e, por outro, pelos que, lendo o terreno como uma súbita apropriação do espaço que sempre lhes foi negado, se recusaram a julgar a pureza revolucionária dos amotinados.

Anúncios

2 thoughts on “Londres: pilhagens, revolução ou o que foi então?

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s