«Só gente cobarde e menor recorre ao insulto suez»

Um Juiz tem muito poder. Com uma opinião pode mandar alguém para a prisão por 5 anos ou decretar antes uma simples ‘pena suspensa’ ou mesmo a inocência. Pode destruir uma carreira, pode destruir uma vida.
Um político também, mas na política o poder mais limitado. A exposição é muito grande; existe o escrutínio de jornalistas, de cidadãos, de outros políticos e de juízes… e para além disso, um político, bem ou mal, é eleito pelo povo para governar.
Um Juiz é um jurista que se candidatou à carreira de magistrado e conseguiu entrar. Vai para Juiz se tiver boa nota nos exames, vai para o Ministério Público se tiver má nota ou se for apanhado a copiar.

É por isso que me faz tanta impressão ler Rui Rangel, no Correio da Manhã – esse «jornal de grandeza democrática» como ele lhe chama, a desancar no João Goulão.
Ele sabe que pode fazer o que quiser com Goulão. Pode ir ainda muito mais longe… E avisa, ao mesmo tempo, para ninguém se meter com ele.
Começa logo no 1º parágrafo, só para início de conversa, dar a sentença: «este homem de fácies rude, cometeu um crime de injúria e de difamação contra mim»
Sobre a “facies rude” de Goulão, não se surpreendam. O Dr. Juiz explica no seu 2º parágrafo: «Lombroso, teórico responsável por definir o perfil do criminoso, se observasse os caracteres físicos de Goulão, talvez concluísse que o seu fácies apresenta traços fisionómicos de um potencial criminoso.»
E depois, ao longo no texto, continua com insinuações e calúnias de que nem o Professor Carlos Vidal se lembraria: «Se Goulão fosse o seu director [do Correio da Manha] seguramente que ninguém que ousasse pensar diferente, aí escreveria.»; «Quem dissesse “ámen” às políticas do IDT, de forma cega e acrítica, tinha o reino dos céus, cujo “Senhor” era Goulão.».
E acaba com insinuação mais ridícula de todas: «Mas Goulão não é o IDT, nem se confunde com este. Muitos técnicos que por lá passaram merecem todo o respeito (…) estes técnicos não precisaram de favores políticos ou de compadrios partidários para ocupar cargos.» – procurando mandar lama para cima do cabeça de lista da CDU pelo Algarve.
Nem sequer falo sobre o tema da discórdia que desde de sempre tem posto os moralistas das drogas contra João Goulão. Falo apenas do poder dos Juízes e em particular do ridículo absoluto que é, Rui Rangel, começar um artigo de opinião a dizer «Só gente cobarde e menor, como o nosso Goulão, recorre ao insulto suez»

Advertisements

7 thoughts on “«Só gente cobarde e menor recorre ao insulto suez»

  1. O que é um insulto “suez”?
    Uma asneira do Egito?
    Calão árabe?
    Ou é mandar o Saboteur levar no Mubarak?

  2. Na verdade eu não sabia (nem o xôtor juiz nem o Correio da manha) que não se dizia ataque suez mas sim ataque soez… Mas na verdade o que é que isso interessa?

  3. Alguém me chamou a atenção para um artigo no C.M. que me deixou chocada pela vulgaridade ordenária com que um homenzito, um tal Rangel, se dirigia a uma pessoa com o estatuto do Dr. João Goulão, figura incontornável da nossa sociedade, cuja carreira e projeção nacional e internacional fala por si. Ao outro não lhe conheço obra nem nome.Tenho ideia de ter sido a 2ª vez que ouvi falar em tal criatura e deduzo que deve ter sérios problemas de “dimensão” quer física quer moral. Só ai entendo o seu desespero clamando por “elevação nos debates” coisa que só consegue se subir para cima dum banco ou da única cadeira que lhe dá o lombroso poder para decidir vidas de pessoas em função da cara das mesmas. Mas será que este poder lhe confere impunidade paraagredir de forma tão reles quem lhe aprouver? O seu conceito de debate literário é este? Coitado, deve estar farto de ficar a falar sózinho. Já agora, soez escreve-se com”o”!!! Ele é intelectual onde, na Abissínia talvez…
    Enfim bem dizia a minha avó que uma minhoca nunca chaga a vertebrado.

  4. Nos Algarves, talvez devido às habituais temperaturas altas, somos sempre muito reativos a estímulos que ainda nos alteram mais o termostato da tolerância.
    Depois de lermos aquele vómito biliar que foi a notícia do dito mítico juíz, com ar de proxeneta de 3ª escolha, não pudemos ficar indiferentes e transmitir o noso incondicional apoio ao “criminoso mais charmoso do momento”.
    Estamos a pensar colocar on-line uma petição pública de apoio a tão temerário facínora, porque nós as Lombrosas algarvias gostamos de criminosos de fácies rude.
    Se for possível, o Algarve é um bom destino para o Goulão Estripador atacar, sem dó nem paixão…

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s