Maravilhas e maravalhas do ensino superior privado

O caso da licenciatura do Relvas (e em certa medida a de Sócrates, se bem que relativamente menos escandalosa) não se pode resumir à sua trafulhice pessoal e às redes de interesses dele com a Universidade Lusófona.
Desde o boom das faculdades privadas nos fins dos anos oitenta e principios dos anos noventa que polularam faculdades privadas que ofereciam cursos e equivalências de toda e qualquer coisa.
Lembro-me bem dos dirigentes associativos dessas escolas com 2 ou 3 anos de existência a dissertarem profundamente sobre a tradição académica das suas faculdades, sobre a qualidade intrínseca das mesmas ao ponto de criar uma náusea e desconforto a pessoas de faculdades e universidades centenares e que se cagavam de alto para as tradições.
Lembro-me dos discursos inflamados desses dirigentes a dizer que tinham escolhido o ensino privado porque tinham preferido a qualidade do ensino.
Lembro-me que se descobriu que nalguns casos os dirigentes das associações de estudantes dessas escolas, tipicamente militantes destacados do psd, tinham isenção do pagamento de propinas devido a uma reinterpretação muito lata do Estatuto do Dirigente Associativo.
E claro lembro-me dos inúmeros escandalos dos polos que foram criados em várias pequenas cidades e vilas dessas universidades sem qualquer estratégia e sem qualquer sentido e que acabaram tão depressa quanto começaram com grandes e graves problemas para aqueles que as frequentaram.
E agora, vinte anos passados, começam a ver-se os podres destas maravilhas e maravalhas.

O show ainda vai no adro.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s