Das “alternativas” a uma “frente popular”

Enquanto em Portugal se fazem congressos das alternativas, na Tunísia faz-se uma « Frente Popular ». Depois dos resultados nada satisfatórios da esquerda tunisina nas eleições « pós-revolução », 11 partidos (nem mais nem menos) juntaram-se para fazer da «união faz a força » o seu slogan. Diz quem lá esteve, aliás como os congressistas portugueses,  que « é para continuar ». Juntar partidos que têm como heróis Sadam ou Estaline não é fácil, mas os tempos urgem.

One thought on “Das “alternativas” a uma “frente popular”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s