comunista

Os militantes do partido comunista francês andam por estes dias a preparar um congresso. Vivem agora o dias de saber o que fazer com a dinâmica que criaram na esquerda radical com a Frente de Esquerda. O terreno é favorável, a crise vai-se instalando, o PSF está no poder e vai sofrer rapidamente o desgaste das políticas social-liberais. O PCF recuperou a iniciativa política, que lhe está a proporcionar um relançamento orgânico, pelo que se percebe cá de longe. Estas coisas alimentam-se.

Por cá, como sabemos, a iniciativa à esquerda tarda em descolar e o reforço orgânico das componentes da esquerda radical é uma miragem. E com isto ficamos nós, comunistas, na falta de voluntarismo pessoal que nos redima a consciência perante as nossas responsabilidades históricas, ficamos nós, dizia eu, um bocado desalentados com o aparente vazio de estratégia das nossas lideranças políticas para fazer frente à revolução neoliberal em curso.

Image

Por isso é estimulante ver o Partido Comunista Francês com o desplante de convidar os jornalistas para sepultarem o funeral do partido. Por outras palavras, o PCF convocou uma conferência de imprensa para informar os jornalistas que ia enterrar o seu próprio enterro na ocasião em que o seu Sec-Geral dava as boas vindas a umas centenas de novos militantes. Sinto aqui o espírito de Kornakkis.

9 thoughts on “comunista

  1. Com que então chamam políticas socio-liberais ao aumento de impostos para os indivíduos de maiores rendimentos, que já levou ao abandono do país de diversos magnatas. Que confusão vai nessas cabeças…

  2. E chamar revolução neoliberal ao crescente aumento do peso do estado nas economias que estão a falir também é uma preciosidade que não vos digo nada.

  3. o pauleca tem razão, este governo está, na verdade, a fortificar o estado, está em curso uma revolução estatal! cresce um estado forte, sempre em auxílio dos desfavorecidos, em perseguição violenta e constante de magnatas, um estado completamente fanático do equilíbrio social, e ninguém repara nisto! (só o pauleca)

  4. não está a fortificar, está a financiá-lo de outra forma: em lugar de dinheiro emprestado, está a utilizar impostos já que aquele acabou; mas o peso do estado na economia está a aumentar desde há muito tempo, caso não tenha reparado, e os problemas económicos agravam-se nos países com maior aumento do peso do estado, ou ainda não tinha reparado? chegaremos às filas de racionamento para pão podre que havia nos paraísos comunistas.

  5. Na China o peso do Estado é tão grande e tão nocivo que eles foram obrigados a vender a companhia elétrica monopolista a preço de saldo a um grande grupo privado português. E em Angola o peso asfixiante do controlo da economia por uma família de cleptocratas forçou o governo a vender parcelas cada vez maiores da sua comunicação social a investidores externos. A SONANGOL está à beira da falência. Explica-lhes Paulo.

  6. de facto não tinha reparado, mas o pauleca está cá para o reparo! e ainda bem; o peso do estado na economia está a aumentar, mas isso não é o estado ser fortificado; os problemas económicos agravam-se é com o aumento do peso do estado, e como ele aumenta! está cada vez mais gordo! é uma loucura! há que parar esta loucura!
    há que acabar com o estado, o estado é um empecilho, um fardo; sem estado será um alívio! aahhhh….! :) liberdade! liberdade para investir e vender – a verdadeira liberdade! o grande deus Mercado . quando assim for (tá quase) todas as pessoas têm que ter dinheiro para tudo, e quem por acaso não tiver dinheiro (é um parasita!) deve ser rapidamente eliminado, é o pragmatismo.
    agora… aqui em portugal, temos um governo comunista! e as filas de racionamento de pão podre estão perto – faz-te a eles pauleca! isto não pode ser!
    china e angola são exemplos de sucesso a seguir

  7. Tenham dó do Pauleca, tadinho.
    Passar fome (perdäo, carências alimentares) por causa da crise exacerbada pelo seu querido PPD tem por consequência ataques de delírio.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s