O balanço do ano e os desejos para 2013

Confesso que tenho andado a pensar muito sobre o optimismo do camarada Party Program e o pessimismo do camarada Saboteur.
Acho que as duas visões não se excluem e que devemos aprender com as duas. Mas espero que 2013 marque um caminho de resistência e combate mais efectivo. Não falo de pedras sobre uma polícia estática, nem mesmo de perfis sobre uma polícia em movimento. E claramente não falo em passeatas com hora e palavras de ordem marcadas e fixas.

Aquilo que acho que seria interessante para desalavancar (adoro usar esta palavra) o governo do poleiro seria uma resistência efectiva aos seus membros e apoiantes (deputados). Quando estes tipos não tiverem ninguém para participar nos seus circos mediáticos ou tiverem medo de sair à rua a coisa começará a mudar. Quando ninguém for cantar as janeiras ao PM e à sua primeira dona (que merda é esta de primeiras-damas ou de primeiros-damos??), quando as bandas dos bombeiros se recusarem a fazer de fanfarra ao circo, quando os trabalhadores recusarem posar para a foto das visitas governamentais, quando for recusado servir os deputados nos restaurantes perto do parlamento, quando os deputados sentirem no seu dia-a-dia que estão isolados e que tem grandes partes da população contra eles talvez a coisa mude.

E espero que a Filipa compre a mala.

5 thoughts on “O balanço do ano e os desejos para 2013

  1. Viva a Pêepa que nos encheu de esperanças! Vivam a Samsung e a Channel que nos mostraram que o que é verdadeiramente importante nesta vida é atingir os níveis de consumo que não são possíveis com o próprio ordenado!

  2. pepa caga na mala deixama alambála

    ai xavier venha o qe vier vôssê sabe o que quer

    tem uma voz, dos pobres tem dó

    vida de luxo a xupar do repucho

    dondéqele vem, ai não sei sei que comprei

    e andei pelo mundo foda sempre na mora

    fora bem amandada ganda sarrafada

    safada gosto de montar minhas calças a estilar

    cavalga-me salta obstáculos relincha pega na trincha

    pedincha para levar uma demão com pintarola dá-me a sacola

    a samsung pagou o mao tse-tung já passou

    revolução? só se for um roupeiro, cheio de dinheiro

    status não é para ti o pito ofereci, cresci e subi olhe pra mi

    lave pratos, vôssê eh mau criado esteja calado

    não me dou com pelintra eu cá tenho pinta

    beta afectada só como salada

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s