2 de Março – QUE SE LIXE A TROIKA. O POVO É QUEM MAIS ORDENA!

m2m

QUE SE LIXE A TROIKA. O POVO É QUEM MAIS ORDENA!
Sábado, 2 de Março de 2013.16:00

Em Setembro, Outubro e Novembro enchemos as ruas mostrando claramente que o povo está contra as medidas austeritárias e destruidoras impostas pelo governo e seus aliados do Fundo Monetário Internacional, da Comissão Europeia e do Banco Central Europeu – a troika.
Derrotadas as alterações à TSU, logo apareceram novas medidas ainda mais gravosas. O OE para 2013 e as novas propostas do FMI, congeminadas com o governo, disparam certeiramente contra os direitos do trabalho, contra os serviços públicos, contra a… escola pública e o Serviço Nacional de Saúde, contra a Cultura, contra tudo o que é nosso por direito e acertam no coração de cada um e cada uma de nós. Por todo o lado, crescem o desemprego e a precariedade, a emigração, as privatizações selvagens, a venda a saldo de empresas públicas, enquanto se reduz o custo do trabalho.

Não aguentamos mais o roubo e a agressão.

Indignamo-nos com o desfalque nas reformas, com a ameaça de despedimento, com cada posto de trabalho destruído. Indignamo-nos com o encerramento das mercearias, dos restaurantes, das lojas e dos cafés dos nossos bairros. Indignamo-nos com a Junta de Freguesia que desaparece, com o centro de saúde que fecha, com a maternidade que encerra, com as escolas cada vez mais pobres e degradadas. Indignamo-nos com o aparecimento de novos impostos, disfarçados em taxas, portagens, propinas… Indignamo-nos quando os que geriram mal o que é nosso decidem privatizar bens que são de todos – águas, mares, praias, território – ou equipamentos para cuja construção contribuímos ao longo de anos – rede eléctrica, aeroportos, hospitais, correios. Indignamo-nos com a degradação diária da nossa qualidade de vida. Indignamo-nos com os aumentos do pão e do leite, da água, da electricidade e do gás, dos transportes públicos. Revolta-nos saber de mais um amigo que se vê obrigado a partir, de mais uma família que perdeu a sua casa, de mais uma criança com fome. Revolta-nos o aumento da discriminação e do racismo. Revolta-nos saber que mais um cidadão desistiu da vida.

Tudo isto é a troika: um governo não eleito que decide sobre o nosso presente condicionando o nosso futuro. A troika condena os sonhos à morte, o futuro ao medo, a vida à sobrevivência. Os seus objectivos são bem claros: aumentar a nossa dívida, empobrecer a maioria e enriquecer uma minoria, aniquilar a economia, reduzir os salários e os direitos, destruir o estado social e a soberania. O sucesso dos seus objectivos depende da nossa miséria. Se com a destruição do estado social a troika garante o financiamento da dívida e, por conseguinte, os seus lucros, com a destruição da economia garante um país continuamente dependente e endividado.

A 25 de Fevereiro os dirigentes da troika, em conluio com o governo, iniciarão um novo período de avaliação do nosso país. Para isto precisam da nossa colaboração e isso é o que não lhes daremos. Porque não acreditamos no falso argumento de que se nos “portarmos bem” os mercados serão generosos. Recusamos colaborar com a troika, com o FMI, com um governo que só serve os interesses dos que passaram a pagar menos pelo trabalho, dos bancos e dos banqueiros, da ditadura financeira dos mercados internacionais. E resistimos. Resistimos porque esta é a única forma de preservarmos a dignidade e a vida. Resistimos porque sabemos que há alternativas e porque sabemos que aquilo que nos apresentam como inevitável é na verdade inviável e por isso inaceitável. Resistimos porque acreditamos na construção de uma sociedade mais justa.

A esta onda que tudo destrói vamos opor a onda gigante da nossa indignação e no dia 2 de Março encheremos de novo as ruas. Exigimos a demissão do governo e que o povo seja chamado a decidir a sua vida.

Unidos como nunca, diremos basta.

A todos os cidadãos e cidadãs, com e sem partido, com e sem emprego, com e sem esperança, apelamos a que se juntem a nós. A todas as organizações políticas e militares, movimentos cívicos, sindicatos, partidos, colectividades, grupos informais, apelamos a que se juntem a nós. De norte a sul do país, nas ilhas, no estrangeiro, tomemos as ruas!

QUE SE LIXE A TROIKA. O POVO É QUEM MAIS ORDENA!

Ada P. Silva, Adriano Campos, Ana Gonçalves, Ana Margarida Esteves, Ana Maria Pinto, Ana Nicolau, André Ferreira, Angela Cerveira, Ângela Fernandes, António Costa Santos, António Louçã, António Mariano, António Simões do Paço, Belandina Vaz, Bruno Cabral, Bruno Carvalho, Bruno Gonçalves, Camilo Azevedo, Carla M. Cardoso, Carlos Mendes, Cristina Cavalinhos, Cristina Paixão, Frederico Aleixo, Frederico Duarte, Helena Dias, Helena Romão, Inês Meneses, Inês Subtil, Inês Tavares, Isabel Louçã, Jaime Teixeira Mendes, Joana Manuel, Joana Saraiva, Joana Viana, João Balão, João Camargo, João Gustavo, João Mineiro, João Vasco Gama, Jorge Falcato, José Gema, José Luís Garcia, Lúcia Gomes, Luís Bernardo, Luís Ribeiro, Luísa Ortigoso, Marco Marques, Maria Luísa Cabral, Mariana Avelãs, Marta Silva, Myriam Zaluar, Nuno Gomes dos Santos, Nuno Tito, Nuno Viana, Otávio Raposo, Paula Gil, Paula Nunes, Paulo Raposo, Pedro Rocha, Ricardo Morte, Ricardo Santos, Rita Veloso, Rui Borges, Rui Dinis, Sara Boavida, Sara Gonçalves, Sara Goulart, Sérgio Vitorino, Sofia Gomes, Tatiana Moutinho, Tiago Figueiredo, Tiago Mota Saraiva

Eventos do Povo que Ordena:

Braga – https://www.facebook.com/events/470395739662986/

Coimbra – https://www.facebook.com/events/520187308013989/

Porto – https://www.facebook.com/events/143615129128101/

8 thoughts on “2 de Março – QUE SE LIXE A TROIKA. O POVO É QUEM MAIS ORDENA!

  1. acho muito bonito – quase comovente – fazerem esta manifestação de agradecimento ao governo por ter renegociado a dívida sem custos acrescidos para Portugal

  2. eu também apelo aos subscritores que se juntem a nós.Depois de um milhão na rua em Setembro quantos milhões acham que se vão seguir? Desculpem mas isto parece o “movimento Social” ou este movimento social (um espelho para onde se olham alguns activistas em vez da rede social e politica do activismo) a picar um qualquer ponto, por desistência de pensar noutras formas ou por incapacidade se pensar nelas. Esgotam caminhos que foram já esgotados nas últimas décadas; a saber: insistir nas formas simbólicas e de resistência do protesto até esgotar-lhes a força e a capacidade de adesão (os caminhos do “está na hora está na hora do governo se ir embora”) e da expectativa em fazer “algo de extraordinário”.
    E melhor seria escreverem tudo isto é o Fado em vez de tudo isto é a troica…porque na verdade neste texto parecem o mesmo

  3. É absolutamente espantoso como 72 pessoas que pensam de forma tão diferente se encontraram numa tarde de Domingo e conseguiram escrever um texto tão longo e cheio de considerações em tão pouco tempo. Milagres da síntese e do consenso.

  4. Maravilhas da democracia Ricky, maravilhas da democracia.
    A manif já estava ser marcada há muito tempo, desde que alguém decidiu (il capo di tutti capi) e mandou os inénuos convocar. E o texto foi sendo melhorado desde Dezembro, por certo, e com a participação de txdxs e t@d@s.
    No Domingo foi a apoteose de aprovação com todos os novos aderentes cooptados. Há quem diga que eram os ressabiados que não tinham presença em 15 de Setembro.
    Mas que fazer? A existência da manif é ou não importante?
    Para mim é crucial que exista e como 99% das pessoas que lá estarão não passarão do primeiro parágrafo do texto (que até não é nada mau) e estarão a cagar-se para os 72 egos (e para os nossos alter-egos) …

  5. Eu acho tudo lindamente e super-espectacular. Manifestações, crises políticas, etc.
    Já me explicaram que o texto vinha sendo discutido intensamente há uma semana e que há grupos de trabalho e imensa vontade de juntar forças. E eu tenho outras coisas em que pensar. Mas dúvidas destas surgem-me sempre, é defeito e feitio.

  6. Adorei especialmente a frase «revolta-nos saber que mais um cidadão desistiu da vida». Bravo. Finalmente este reconhecimento alado pela casa e doutrina do Senhor.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s