“”Faz” com o que tens, e se tiver que ser ao murro, tem de ser ao murro.”

mgoncalves

Mas o dia 1 de Abril não foi ontem? Hoje já não vale! Hoje é a sério!

Não é um “radical”, não é um “extremista”, não é o super-homem. Quando se pensa que o governo não pode descer mais baixo…enganamo-nos.

O novo “embaixador do Impulso Jovem” é um mini-me do Relvas. Foi escolhido pelo You Tube, trabalha à borla, incita o pessoal a trabalhar as horas todas que forem precisas e promete chapadas aos manifestantes. Um mimo. Uma espécie de relvas, cruzado com um humurista de stand-up com toques de actor publicitário do red bull.
Tem público porque diverte e anestesia. Mas depois espalha-se ao comprido na ignorância ” Se as políticas são para um lado ou para o outro… sou ignorante”. Nada que o leve a não aceitar ser embaixador de um conjunto de políticas nulo ou que o leve a sentir-se mal de partilhar o mesmo espaço físico que o relvas.

Não percam este momento pois vale a pena pela quantidade de pérolas por linha corrida:

Apresentando-se como “um rapaz simples”, que “acredita em sonhos e super-heróis”, Miguel Gonçalves foi abordado pelo ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, para ser, “sem remuneração”, a nova cara do programa de estágios lançado em agosto pelo Governo.O argumento da falta de dinheiro para pagar propinas também não convence o fundador da Spark Agency, uma agência de criatividade especializada na criação de soluções de comunicação interna em grandes empresas.“Eu paguei as minhas propinas a trabalhar. Estudar em Portugal não é como em Stanford, que custa 45 mil euros por ano. A um jovem estudar custa 1.200 ou 1.300 euros por ano, são 100 euros por mês. Amigo, se tu com 20 anos não consegues fazer 100 euros por mês para pagar o que estudas vais ter muitos problemas na vida, muito maiores do que esse”, disse.Ninguém deve deixar de trabalhar porque não tem dinheiro. É um mito. Até a vender pipocas no centro comercial se arranja dinheiro para pagar 100 euros por mês”, concluiu.

Para mais do “génio”:

2 thoughts on ““”Faz” com o que tens, e se tiver que ser ao murro, tem de ser ao murro.”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s