Sampaiadas

Nesta inenarrável decisão de insistir na aprovação de um péssimo orçamento elaborado por um governo defunto e despido de qualquer
legitimidade política para condicionar o futuro dos portugueses, Sampaio insiste no seu estilo inconfundível: uma no cravo outra ferradura, lodo em vez de rigor e coragem, total ausência de sentido de ridículo. Seria muito bom para o País que, independentemente do possível sucessor, fosse também ele mais cedo para casa.
Sampaio é parte da doença e não da cura.
contra.bmp
[Jumping Jack]

Anúncios